NOTÍCIAS

16/12/2020 13:16:35

MOVIMENTO A SERVIÇO DO BRASIL DIVULGA RELATÓRIO DE AÇÕES EM CAMPANHA DE MÍDIA CONTRA A REFORMA ADMINISTRATIVA


O Movimento a Serviço do Brasil divulgou, durante reunião ocorrida nesta segunda-feira (14), o relatório de ações efetivadas pela agência In Press Oficina na campanha de mídia contra a Reforma Administrativa.

Iniciada no final do mês de outubro, ação nacional de mobilização contou com métodos de comunicação interna, assessoria de imprensa, redes sociais e mídia off-line, com a divulgação em painéis de LED, outdoors, vídeos, webinar, conteúdos para a imprensa e redes sociais.

De acordo com os resultados apresentados pela empresa contratada, entre 27 de outubro e 30 de novembro, foram 39 inserções em grandes veículos de comunicação e sites especializados em temas políticos.

Entre os temas destacados pela imprensa no período estão o lançamento do Movimento a Serviço do Brasil, a influência política e a redução em 25% nos serviços públicos, caso a PEC 32/2020 seja aprovada.

Sete matérias de áudio também foram produzidas e distribuídas para rádios comerciais, comunitárias e educativas em todo o Brasil.

Na comunicação interna, o Movimento produziu vídeos, cards e um abaixo-assinado que obtiveram resultados expressivos no Facebook, Youtube, Instagram e Twitter, em um total de 2.474 publicações com o alcance superior a 41 milhões de pessoas.

O Movimento a Serviço do Brasil conta atualmente com mais de 29 entidades, entre elas a Fenassojaf, Aojustra e Assojaf-MG, na defesa dos cerca de 400 mil servidores públicos das três esferas do Poder. 

A grande campanha de mídia nacional permanece ativa e, para 2021, novas ações serão implementadas para uma mobilização ainda maior no combate à proposta que retira direitos da categoria e acaba com o Regime Jurídico Único em detrimento aos serviços oferecidos para o cidadão.

A Fenassojaf também trabalha, desde o mês de novembro, na retomada da campanha de valorização do serviço público lançada em fevereiro e interrompida diante da crise do novo coronavírus que atingiu o país.

Da Fenassojaf, Caroline P. Colombo